Sporting Clube de Braga teve um resultado líquido positivo de 6,2 milhões de euros em 2018/19

A SAD do Sporting de Braga teve um resultado líquido positivo de 6,2 milhões de euros em 2018/19, "superando todas as expectativas" e estabelecendo um novo recorde na sociedade que gere o futebol dos minhotos. Além do lucro inédito no exercício, "o melhor de sempre da história da sociedade", que sucede a um resultado líquido negativo de 1,8 milhões de euros em 2017/18, a SAD liderada por António Salvador regista um EBITDA (lucros antes de juros, impostos, depreciações e amortizações) de 13,1 milhões de euros (3,2 na temporada anterior).

As vendas e empréstimos de jogadores geraram mais-valias superiores a 28 milhões de euros, "o que contribuiu para um volume de negócios superior a 44 milhões de euros", indica o relatório e contas do exercício.

Os gastos com pessoal ascenderam a 18,5 milhões de euros, em linha com o período homólogo, sendo que as remunerações representam 12,7 milhões de euros, "ao que acresce prémios de produtividade, respetivos encargos sobre remunerações e seguros de acidentes de trabalho, entre outros".

O ativo cresceu cerca de 25%, para próximo dos 72 milhões de euros, "em larga medida reflexo do aumento dos montantes a receber decorrentes de operações com direitos de jogadores" e o passivo registou um aumento de cerca de 18%, situando-se nos 52 milhões de euros.

Os responsáveis ‘arsenalistas' notam que este resultado "assume maior relevo se for tido em consideração o facto de não contarem para esta soma receitas de elevado significado obtidas em exercícios anteriores com a participação na Liga Europa (que no período homólogo havia rendido 7,1 milhões de euros)".

Com um capital próprio de 19,1 milhões de euros, a Sporting de Braga SAD frisou ainda que o bom resultado financeiro é ainda "tanto mais relevante quanto coincide com um importante ciclo de investimentos, tanto no reforço das equipas profissionais de futebol, como nas infraestruturas, sendo aqui obrigatória a referência à Cidade Desportiva e à sua extensão para Fão".