Tras las acusaciones del Sporting de Braga, Sónia Carneiro (LPFP) sacude el agua de su capote...

La señora Carneiro, directora de la LPFP, ha acusado recibo de los comunicados públicos hechos por el Sporting Clube de Braga, acerca de la mala planificación de fechas y jornadas de los calendarios de las competiciones oficiales.
Carneiro trata de sacudir el agua de su capote, pero...
He aquí parte de lo manifestado a la Sport TV.

Sónia Carneiro, diretora executiva da Liga, explicou que o organismo depara-se com inúmeras dificuldades para elaborar o calendário. «Temos de olhar para isto com atenção porque temos cada vez mais compromissos com seleções e das nossas equipas em competições internacionais que ocupam muito espaço das Ligas domésticas. Cada vez temos menos espaço para marcar os nossos jogos. Temos uma diferença em relação aos outros países – temos no nosso regulamente a obrigatoriedade do espaço de 72 horas entre os jogos quem tem sido cumprido», referiu em declarações à Sport TV, considerando este impedimento «uma dificuldade acrescida na construção do calendário».

«No ano passado, houve um único clube que, em duas ocasiões, não cumpriu as 72 horas. Foi o Benfica, que acedeu jogar com menos tempo de recuperação», referiu Sónia Carneiro. «Há também o break, na sequência da manifestação dos treinadores, na época passada, para que existisse uma pausa de inverno por causa da segunda fase das competições europeias, depois da fase de grupos, de modo a que as equipas não estivessem tão cansadas. Também aí a Liga acedeu à vontade dos treinadores e dos clubes».

Ainda...Sónia Carneiro referia o compromisso da Liga em não marcar jogos em dia de eleições Legislativas. «Tivemos algumas polémicas associadas à marcação de jogos em dia de eleições, achou-se que o futebol podia prejudicar a vontade das pessoas irem votar. Percebemos, infelizmente, que isso não se concretizou - a abstenção no nosso País continua a ser muito grande e não foi por culpa do futebol profissional. Foi uma paragem forçada por causa desse acordo»

Sónia Carneiro (LPFP